Cólera fez 3 óbitos durante o mês de Março no distrito de Nampula

0
125

Nampula (IKWELI) – Pelo menos três pessoas perderam a vida durante o mês de Março, no distrito de Nampula, no norte do país, vítimas de cólera, de um total de 413 casos registado no período em referência.

Firmino Anastácio, dos Serviços Distritais da Saúde, Mulher e Acção Social (SDMAS) de Nampula, estas vítimas trata-se de um cidadão de 57 anos de idade e outro de 25 anos, residentes nos bairros de Namutequeliua e Natikiri, respectivamente. Enquanto a outra é do sexo feminino de 47 anos que em vida residia em Namicopo.

Segundo esta fonte, o perfil epidemiológico do distrito de Nampula está dominado pela presença das doenças como a malária, cólera e incluindo a eclosão da pandemia da covid-19.

Entretanto, entre 30 e 31 de Março, “entraram um total de 16 pacientes com problemas de diarreias agudas no nosso centro de tratamento de doenças diarreicas. Nalgum momento, o olhar clínico pode limitar para se dizer que se trata de casos de cólera, mas sempre que um caso entra submetemos à uma análise para se apurar se se trata de cólera ou não. E neste momento temos muita cólera, como já foi declarado, actualmente, temos um cumulativo de cerca de 413 casos de cólera dos quais, três óbitos”.

“As pessoas demoram muito, quando apanham diarreia lá em casa, elas levam muito tempo para ir ao hospital”, entende a nossa fonte, exemplificando que “o último dado óbito ficou dois dias com diarreia em casa, alegadamente porque não tinha dinheiro para ir ao hospital. No entanto, o secretário do quarteirão responsabilizou-se em alugar uma moto-táxi para levá-lo à unidade sanitária, onde nem fez dois minutos que acabou perdendo a vida, uma vez que estava num estado grave”.

E como forma de evitar que maior parte da população desta região esteja exposta a esta doença de origem hídrica, “neste momento temos um grupo de pessoal que está no centro de tratamento de doenças diarreicas a fazer o segmento de casos, significa que, quando entra um paciente vindo de qualquer bairro do distrito que tenha problemas de diarreia e/ou cólera, o seu acompanhante deverá ser seguido ao domicílio que é para fazer-se a desinfecção de todos os utensílios que tenham sido usados pelo doente internado”. (Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here