Memba sem comunicação terrestre com a cidade de Nampula via Nacala-a-Velha

1
351

Nampula (IKWELI) – O distrito de Memba, localizado a nordeste da província de Nampula, encontra-se sem comunicação terrestre com o distrito de Nacala-a-Velha, devido ao desabamento de duas pontes no troço de pouco mais de 77 quilómetros.

Neste momento, para chegar a capital provincial, a população de Memba precisa se deslocar para a zona Oeste, concretamente no distrito de Eráti, onde há, ainda, condições de transitabilidade.

O administrador local, Cheamade Alide, garantiu ao Ikweli que a Administração Nacional de Estradas (ANE), delegação de Nampula, o arranque das obras de reposição das infra-estruturas desabadas a partir de ontem, segunda-feira (29), com a mobilização do equipamento para o efeito.

“Nós estamos agora a tranquilizar a nossa população do distrito de Memba que já temos a luz verde, que a Administração Nacional de Estradas comunicou ao governo do distrito que a partir de hoje, dia 29 de Março, começará a transportar o equipamento para a reposição das pontes sobre os rios Muentaze e Nacala. Pensamos ainda que este é o início para o fim do sofrimento da população, e apelamos a população que mantenha a mesma paciência que teve até, porque até ao fim do mês de Abril teremos as pontes a transitarmos regularmente como vínhamos fazendo, Memba sede/ Mazua, Chipene/Lúrio e vice-versa”, disse o administrador do distrito de Memba.

Igualmente, de acordo com Cheamade Alide as outras estradas do distrito de Memba encontram-se transitáveis, e com alguma qualidade. “Todos os locais, isto é, os centros de produção agrícola e pesqueira, tem as suas estradas transitáveis e não há nenhum problema de acessibilidade das nossas vias”.

Num outro desenvolvimento, o administrador Cheamade referiu que face à campanha agrícola 2020/2021 o distrito que dirige anseia boa produção, porque embora tenha se registado a tardia das chuvas, o que condicionou o progresso da campanha na sua primeira época, a partir da primeira semana do mês passado começou a chover regularmente e, neste contexto, os produtores mostram a sua satisfação em torno disto.

“Neste momento, há comunidades que já estão a levar o milho à moagem, especialmente, nas zonas de Mazua, concretamente em Cava e o posto administrativo de Chipene. Portanto, aquelas culturas que foram afectadas pela falta de chuva de Dezembro, Janeiro e Fevereiro, já estão a recuperar, e por isso esperamos que se a queda das chuvas continuar regularmente a nossa população vai ter a segurança alimentar e não teremos aquelas ameaças de, provavelmente, termos fome no distrito de Memba”, apontou.

Aquele administrador avança ainda que a meta do distrito é atingir 503000 (quinhentas e três mil) toneladas de produtos diversos, numa área de cerca de 133000 (cento trinta e três mil) hectares.

“Nós tínhamos de lavrar um total de 170.000 (cento e setenta mil) hectares com uma agricultura mecanizada, mas devido a escassez dos meios conseguimos lavrar 42 (quarenta e dois) hectares. Mesmo assim, notamos que a nossa população mesmo com a enxada de cabo curto consegue trabalhar para combater a fome, ela (a população) não está a permitir que a fome tome conta das suas famílias”, explicou.

Questionado ainda sobre a comercialização precoce de produtos agrícolas, o administrador Cheamade Alide respondeu que “a venda e/ou comercialização precoce dos produtos agrícolas em Memba está para passar para história, porque uma das medidas do governo do distrito é proibir, de forma rigorosa, a venda de produtos frescos e de forma precoce, isto porque a venda precoce só traz fome, exemplo disso é o amendoim que tem sido vítima de Memba para Nacala-Porto. Explicamos ainda a população para deixar a prática de venda de produtos frescos que só mantém a população mais pobre”.

“Os comerciantes que aliciam os produtores já estamos a fazer o controle cerrado no sentido de proibir as entradas de forma precoce. Queremos agora organizar os nossos camponeses em associações para a comercialização, para que não continuem vulneráveis. A outra estratégia é o controlo nos mercados onde os produtos são vendidos de forma precoce”, concluiu a fonte. (Esmeraldo Boquisse)

1 COMENTÁRIO

  1. MENSAGEM PARA JOVENS NO DISTRITO DE MEMBA
    Caros Irmãos, no nosso Distrito está ocorrer risco de perder a coisa mais importante que ele tem, essa coisa referida que o nosso Distrito tem não são os recursos, mas si e a Paz, por isso irmãos como Jovens deste belo Distrito, temos obrigação de manter e preservar a nossa Paz! Por sem ela nada desenvolve, o Distrito não vai a frente.
    Caríssimos Camaradas a Paz não se compra, mas si conquista-se com Suor, por isso vamos ser Vigilantes para preservarmos a nossa Paz.

    Avertino Amade Cassimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here