Vahanle vai gastar perto de 30 milhões de meticais para asfaltar metade da estrada do Marrere

0
461

Nampula (IKWELI) – O autarca da cidade de Nampula, Paulo Vahanle, efectuou o lançamento da primeira pedra das obras de asfaltagem da estrada do Marrere, ligando a Estrada Nacional Número 1 (EN1) ao Hospital Geral de Marrere.

O evento teve lugar na manhã da última sexta-feira (5), e o dado surpreendente é que a edilidade vai gastar 29,000,000.00Mt (vinte e nove milhões de meticais) para asfaltar, apenas, um quilometro e duzentos metros, ou seja quase a metade da estrada. O troço que será melhorado começa no cruzamento, junto da EN1, até as instalações da direcção da Ciência e Tecnologia.

“Este projecto compreende a construção da estrada que dá acesso ao Hospital Geral de Marrere, em apenas uma extensão de um quilómetro e 200 metros nesta primeira fase, isto porque nós achamos que tínhamos de fazer a construção em fases, de acordo com as nossas capacidades financeiras. Este projecto surge no âmbito da nossa responsabilidade social como gestores deste município, e porque conhecemos as preocupações dos nossos munícipes, esta via sempre teve dificuldades de transitabilidade”, explicou Paulo Vahanle.

O plano, segundo apuramos no local, compreende, para além da asfaltagem, a abertura de valas de drenagem e uma ponte com a dimensão de 10 metros. Está ainda previsto o término da obra num decurso de seis meses.

“O que nós pedimos, neste momento, aos nossos munícipes é que eles evitem vandalizar e roubar o nosso material, e que a empresa responsável que nos seja honesta e cumpra com o prazo, e nós estaremos prontos para cumprir aquilo que são as nossas obrigações com o empreiteiro”, concluiu o autarca do maior centro urbano do norte de Moçambique.

O início da asfaltagem da referida via de acesso pegou se surpresa aos seus utentes, os quais não escondem a sua satisfação.

“Realmente era e até agora continua a ser um grande sofrimento da população, porque sempre houve destruição das pontes e degradação da estrada da via de Marrere. Por isso, louvo a iniciativa porque vai se aliviar o nosso sofrimento e esperamos que seja feito um trabalho de qualidade, de maneiras que seja duradouro, porque será um ganho para todos nós da cidade de Nampula, entre outros cidadãos”, disse Alberto Bandeira, entrevistado no local. (Esmeraldo Boquisse e Hermínio Raja)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui